terça-feira, 31 de julho de 2012

Descartável mundo novo.

"O que move o mundo é o amor."
AH TÁ! Só se for outro mundo, porque esse aqui onde vivemos com certeza é movido pelo interesse.
Antigamente as pessoas pareciam ser mais legais, e de graça. Hoje quanto mais útil você for para alguém, mais legal esse alguém será com você.


Aquele parente chato pra cacete sempre fica incrivelmente simpático quando precisa de uma grana emprestada.
Aquele seu conhecido que ignora completamente sua existência sabe exatamente como ser gente boa quando precisa pedir ou perguntar alguma coisa do interesse dele e que só você possa resolver.
Aquele cara pra quem tanto faz se você vive ou morre sabe bem como inflar seu ego quanto está a fim de um ~petisco~ e não há nada melhor para comer.


O que me revolta é que essas pessoas devem achar que os outros não percebem que elas agem assim. É praticamente um ode à burrice alheia.


Ninguém tem que ser legal quando e com quem não se quer, mas também vamos maneirar na simpatia forçada, no tapinha nas costas inexpressivo, na cara de pau absurda de tornar-se super legal do dia para a noite.


Num mundo onde as relações sociais e sentimentais tornaram-se quase que totalmente descartáveis, sinceridade virou item fora de estoque.
E vamos vivendo nossas vidas com declarações de plástico e sentimentos de papel.



Um comentário:

Samantha Feehily disse...

Gostei muito do blog... estou te seguindo!

Nosso 4º programa já está disponível, ouça e deixe seu comentário, tenho certeza de que vc vai gostar!

bjs

www.programaestressadas.blogspot.com